fatores de produção noção e classificação

Ao conjunto de todos os elementos necessários para produzir bens e serviços dá-se o nome de fatores produtivos.

Produção = recursos + trabalho + capital

  • Os fatores de produção compreendem todos os recursos económicos que entram no fabrico de um bem

Fatores produtivos

  • são o conjunto de elementos que precisam de ser postos em atuação combinada para que dessa combinação resulta a produção

Os fatores produtivos numa economia moderna

  • Recursos de capital;
  • Capacidade tecnológica
  • Capacidade empresarial;
  • Trabalho

 

Advertisements

organização cientifica do trabalho

A organização cientifica do trabalho trouxe inúmeros aspetos positivos à atividade económica produtiva, nomeadamente:

  1. Eliminação dos movimentos inúteis através da sistematização das operações de fabrico;
  2. adatação dos trabalhadores às tarefas que lhe são cometidas;
  3. acréscimo de produção com menor dispêndio de recursos;
  4. Diminuição dos custos de produção permitindo aumentar a remuneração do trabalho e diminuir o preço de venda dos bens com os naturais efeitos positivos na procura;
  5. Aumento do consumo e, consequentemente da produção com naturais ganhos provenientes da produção em série.

Produção e o processo produtivo

Consideramos produção a atividade através da qual um agente económico cria riqueza sob a forma de bens e serviços.

Em sentido económico, produção implica utilidade dos bens produzidos. Em sentido económico, a produção implica utilidade dos bens produzidos.

A produção é uma atividade fundamental para a satisfação das necessidades da população, constituindo o fulcro da atividade económica.

A produção na economia divide-se em 3 setores:

Setor primário: inclui as atividades relacionadas com a extração de produtos da natureza, ou seja, a agricultura, a pecuária, a silvicultura, a pesca e a extração mineira.

Setor secundário: abrange a atividade transformadora de bens naturais, geralmente esta associada à indústria.

Setor terciário: corresponde aos serviços: comércio, atividade bancária, seguradoras, transportes, educação, turismo, etc.

Setorização da atividade económica:

Permite analisar a economia e definir medidas e estratégias de desenvolvimento com vista ao seu dinamismo. Através da setorização podemos:

  • Ter uma perspetiva de cada setor e ramo de atividade económica, nomeadamente o seu contributo para o produto ou o peso de cada setor/ramo para o emprego;
  • Realizar comparações internacionais;

terciarização da economia, é uma situação cada vez mais comum nos países desenvolvidos, Portugal não foge à regra. A terciarização está relacionada com o desenvolvimento tecnológico que possibilitou libertar mão de obra da agricultura e da industria e simultaneamente, aumentar a produção.

Questões acerca da União Europeia

  1. O Acto Único Europeu…

a – Criou a comunidade económica europeia;

b – criou um sistema de preferências aduaneiras;

c – preparou o terreno para integração política e a União Económica e Monetária, instituidas mais tarde, no tratado da UE;

d – Criou o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

2. Um dos desafios para a UE decorrentes dos alargamentos é a necessidade de uma maior operacionalidade no seu funcionamento. Esta necessidade pode ser ultrapassada, entre outras medidas, com a…

a – Redução do nº de comissários europeus;

b – eleição direta dos deputados europeus

c – adoção de uma moeda unica

d – criação de um mercado único

3 – O Tratado de Maastricht definiu como critério de adesão à moeda única, entre outros…

a – Uma taxa de crescimento do PIB superior à média das taxas de crescimento do PIB dos países da UE;

b – Um controlo na circulação de pessoas e capitais;

c – Um défice orçamental não superior a 3% do PIB;

d – Uma taxa de inflação inferior à média das taxas de inflação dos países da UE;

4 – A UE tem por objetivo, entre outros, atingir uma maior «coesão económica e social». Esta expressão significa uma exigência de…

a – redução das desigualdades de desenvolvimento entre as diferentes regiões;

b – contribuição de todos os estados-membros para o orçamento da ue

c – convergência nominal relativamente a vários indicadores económicos

d – participação democrática crescente dos cidadãos europeus.

Balança de Pagamentos

é a balança onde registamos todos os fluxos económicos que entram e saem de um pais. É um importante instrumento de análise económica que permite tirar conclusões acerca da situação económica do país e da sua maior ou menor dependência do exterior.

A Balança de pagamentos subdivide-se em:

Balança Corrente: mercadorias, serviços, rendimento, transferências correntes

Balança de Capital: transferências de capital, aquisição/cedência de ativos não produzidos não financeiros.

Balança Financeira: investimento direto, investimento de carteira, outros investimentos

Exercícios saídos em Exame

O ano de 2004 caraterizou-se pela recuperação da economia portuguesa. O consumo privado, em 2004, aumentou 2,3%, em termos reais, destacando-se, como é habitual em fases de retoma, um forte incremento das despesas em bens de consumo duradouros. Esta recuperação do consumo privado está associada a um clima de maior confiança e a um aumento do rendimento disponível dos particulares. Com efeito, o ligeiro aumento do emprego total e dos salários reais bem como a continuação do forte crescimento das prestações sociais superam os aumentos dos impostos e das contribuições suportadas pelos particulares.

Após dois anos de contração, também o investimento em capital fixo registou um crescimento real de 1,3% em 2004.

Assim, invertendo a tendência dos últimos dois anos, a procura interna registou um contributo positivo para o crescimento do PIB a preços de mercado, enquanto as exportações líquidas de importações apresentaream um contributo negativo que, contudo, não impediu o crescimento do PIB em 1%, em termos reaus.

Direcção -Geral de Estudos e Previsão, Ministério das Finanças, A Evolução da Economia Portuguesa em 2004,

Lisboa, Março de 2005, nº 214 (adaptado)

  1. Justifique «a recuperação da economia portuguesa», em 2004, tendo em conta os contributos de cada uma das componentes da Despesa Interna referidas no texto.
  2.  Apresente as razões que, de acordo com o texto, justificam «o aumento do rendimento disponivel dos particulares» em 2004.
  3. Um outro fator económico que influencia o consumo, para além do rendimento, é a inovação tecnológica. Explique de que forma a inovação tecnológica pode influenciar o consumo.
  4. O consumo tem sido incentivado com a abertura de novos espaços comerciais, como as grandes superficies. Caraterize o circuito de distribuição normalmente associado a este tipo de comércio.

 

 

Questões de revisão 1

  1. Explique de forma um aumento da produtividade no emprego pode contribuir para Portugal superar mais facilmente as dificuldades sentidas com os recentes alargamentos da União Europeia,
  2. Apresente dois problemas que o alargamento da UE trouxe a portugal.
  3. Exponha dois dos desafios que se colocam à UE decorrentes da entrada de novos estados membros.
  4. Explicite o conceito de empregabilidade explicando a importância da formação ao longo da vida
  5. Os aumentos salariais muitas vezes são condicionados pela inflação. Explique de que modo a inflação pode influenciar o poder de compra dos cidadãos.
  6. Justifique a necessidade de se complementar o investimento na criação das infra-estruturas produtivas com o investimento em formação e inovação tecnológica, levando em consideração o papel do setor privado e do Estado.
  7. Estabeleça a diferença entre a taxa de crescimento do PIB em termos nominais e reais.
  8. Explique o efeito da subida dos preços de importação dos produtos não energéticos sobre a taxa de cobertura, mantendo-se tudo o resto constante.
  9. A Contabilidade Nacional é uma forma de representação da vida económica que não é isenta de falhas nem de insuficiências. Apresente 3 das limitações da Contabilidade Nacional
  10. Suponha que, a par da  taxa de inflação verificada em 2006 (3,1%), os salários nominais, em Portugal, subiram nesse mesmo ano, em média (2,5%). Explique como terão evoluido os salários reais nesse ano em Portugal.