Campanha de Regresso às aulas – Kids.com

Campanha de Regresso às aulas – Kids.com

Até dia 18 de Setembro oferta de 100% da inscrição

De 19 a 30 de Setembro oferta de 50% da inscrição

Campanha de Regresso às aulas – Kids.com

Explicações Odivelas

Explicações Loures

Explicações Pontinha

Explicações Ramada

Explicações Santo António dos Cavaleiros

Explicações Póvoa Sto Adrião
Regresso às aulas é na Kids.com
Estamos em:
Odivelas / Pontinha / Ramada / Amoreira/ Santo António dos Cavaleiros/ Loures/ Póvoa Sto Adrião
Também temos aulas: online e ao domicílio

Qualidade e Exigência: A monitorização do desempenho de cada aluno que frequenta o nosso centro de explicações é feita de forma contínua e regular de modo a assegurar os melhores resultados. Na Kids.com cada professor é seleccionado de modo a potenciar a qualidade e rentabilidade de cada aula.

  • 1º Ciclo
  • 2º e 3º Ciclos
  • Ensino Secundário
  • Ensino Superior
  • Acesso ao Ensino superior

Temos uma equipa de professores profissionais e credenciados, aulas individuais. Boas taxas de sucesso Salas com biblioteca escolar e com acesso à Internet.

  • Explicações ao Domicílio
  • Preparação para exames
  • Preparação para Exames Maiores de 23
  • Sala de Estudo
  • Apoio Escolar Personalizado
  • Explicações Individuais
  • Explicações Grupo
  • Preparação para Exames

Kids.com tem uma equipa de professores multidisciplinares experientes que fazem um trabalho no sentido de apoiar o seu filho na resolução de dúvidas diárias e no apoio à preparação de testes. Aulas personalizadas têm como vantagem um melhor acompanhamento do aluno e uma maior atenção aos detalhes para criar bases sólidas de consolidação da matéria. É importante a consolidação de toda a matéria para obter melhores resultados e fundamentalmente para a preparação para os teste e exames. Grupos pequenos de 2 a 4 alunos no qual os alunos devem estar a um nível semelhante. Trazendo mais amigos vai acumulando descontos de 10%. Aulas individuais para melhoria das notas e preparação para os exames nacionais. Curso intensivo de revisão e pacotes económicos para reforço das aulas na época de exames de todas as disciplinas. Carga horária: A carga horária é definida pelo aluno e o seu Encarregado de Educação de acordo com a disponibilidade do professor e do aluno. As explicações procuram trabalhar a concentração/atenção, memorização, motricidade, organização e apresentação de cadernos e/ou trabalhos, e hábitos e métodos de trabalho e de estudo. Apoiamos na realização de trabalhos de casa, cumprimento de planos de trabalho, realização de resumos e esclarecimento de dúvidas.

  • Regresso as Aulas

Vamos iniciar o ano lectivo a vencer as dificuldades. Preparamos-te para matemática, português e muito mais.

Preço das explicações

Até ao 9º ano
Aulas grupo (Pequenos grupos de trabalho) Preço: 
1h30/semana (6h mês)   2 aulas 1h30/semana (12h mês) Mensalidade: 45€ (+ IVA) = 55,35€   Mensalidade: 90€ (+ IVA) = 110,70€
Aulas individuais Valor/hora: 12€ (+IVA= 14.76€) -> horário mensal
Aulas individuais online *20% desconto Valor/hora: 9.60€ (+IVA= 11.80€)
Aulas avulso Valor/hora: 13€ (+IVA= 15,99€)
Secundário 10º ao 12º
Aulas grupo (Pequenos grupos de trabalho) Preço: 
1h30/semana (6h mês)   2 x 1h30/semana (12h mês) Mensalidade: 51€ (+ IVA) = 62,73€   Mensalidade: 102€ (+ IVA) = 125,46€
Aulas individuais  Valor/hora: 15€ (+IVA= 18.45€) -> horário mensal
Aulas individuais online *20% desconto   Valor/hora: 12€ (+IVA= 14.76€)
Aulas avulso  Valor/hora: 16€ (+IVA= 19,68€)
Ensino Superior
Aulas individuais – 20€ (+IVA= 24,60€) / hora

Inscrição: 14.90€ (inclui cópias) Formas de pagamento: . Os pagamentos poderão ser efetuados na secretaria, em numerário, ou por transferência bancária. . Todas as aulas são pré-pagas. As mensalidades deverão ser efetuadas até ao dia 5 de cada mês.

Até ao 9º ano – 12€ (+IVA= 14.76€) / hora
Mensalidade: (Aulas individuais) Preço: 
4 horas 48€ + IVA= 59.04€
5 horas 60€ + IVA= 73.80€
6 horas 72€ + IVA=88.56€
7,5 horas 90€ + IVA= 110.70€
8 horas 96€ + IVA=118.08€
12 horas (10h+ 2h oferta) 120€ + IVA=147.60€
14 horas (12h+ 2h oferta) 144€ + IVA= 177.12€
15 horas (13h + 2h Oferta) 156€ + IVA=191.88€
16 horas (13,5+ 2,5 oferta) 162€ +IVA= 199.26€
20 horas (17,5+ 2,5 oferta) 210€ + IVA= 258.30€
Secundário 10º ao 12º – 15€ (+IVA= 18,45€) / hora
Mensalidade: (Aulas individuais) Preço: 
4 horas 60€ + IVA= 73.80€
5 horas 75€ + IVA= 92.25€
6 horas 90€ + IVA= 110.70€
7,5 horas 112,50€ + IVA= 138.38€
8 horas 120€ + IVA= 147.60€
12 horas (10h+ 2h oferta) 150€ + IVA= 184.50€
14 horas (12h+ 2h oferta) 180€ + IVA= 221.40€
15 horas (13h + 2h Oferta) 195€ + IVA= 239.85€
16 horas (13,5+ 2,5 oferta) 202.50€ +IVA= 249.08€
20 horas (17,5+ 2,5 oferta) 262.50€ + IVA= 322.88€

Reserve já a sua inscrição e comece já a preparar o novo ano letivo

contato: 91 818 70 95, email: info@kids.com.pt

visite-nos: www.kids.com.pt

Curso intensivo de Economia 11º ano

Curso intensivo de Economia 11º ano

Curso intensivo de Preparação para Exame Nacional de Economia
Curso intensivo de Economia 11º ano

Aulas de Preparação Intensiva para o Exame Nacional de Economia

Explicações de Economia em Odivelas

Aulas Personalizadas

Duração: 16h

Local de Formação: Odivelas

Duração por sessão 2h

Datas

9-7

10-7

11-7

12-7

13-7

15-7

16-7

17-7

Objetivos: Realização de revisão dos pontos fundamentais da matéria e esclarecimento de dúvidas sobre os temas do 10º e 11º anos, integradas nos conteúdos programáticos de Economia A, sobre os quais incide a prova de exame nacional.

Conteúdos:

10º ano

  1. Atividade económica e a ciência económica
  2. Necessidades e consumo
  3. A produção de bens e de serviços
  4. Comércio e Moeda
  5. Preços e mercados
  6. Rendimentos e repartição dos rendimentos
  7. Poupança e investimento

11º ano

  • Os agentes económicos e o circuito económico
  • A contabilidade Nacional
  • Relações económicas com o Resto do Mundo
  • A intervenção do Estado na Economia
  • A economia portuguesa no contexto da União Europeia.

Preço: 176,00€ + IVA

Contactos: 91 818 70 95, 934170729, email: infokids.com.pt@gmail.com

www.kids.com.pt

Exercícios de revisão Economia 10º ano – Escolha múltipla

Exercícios de revisão Economia 10º ano – Escolha Múltipla

1.       O facto de as necessidades humanas serem ilimitadas e de os recursos aptos a satisfazê-las serem escassos expressa…

a.       O custo de oportunidade

b.       O problema económico

c.       A lei de Engel

d.       A racionalidade económica

2.       O uso de tonner da fotocopiadora da Escola Secundária da Fonte constitui um consumo…

a.       Púbico e intermédio

b.       Público e final

c.       Coletivo e privado

d.       Coletivo e final

3.       A parte do rendimento disponível dos particulares que é consagrada à poupança pode ser utilizada de várias formas, nomeadamente, pode ser aplicada…

a.       Na atividade produtiva e em ações públicas de solidariedade.

b.       Através de colocação financeira, entesouramento e investimento.

c.       A longo prazo, na aquisição a crédito de bens imobiliários.

d.       A curto prazo, na aquisição a crédito de bens de consumo duradouro.

4.       O fenómeno da terciarização constitui uma forma de…

a.       Expansão do setor terciário ao setor primário.

b.       Expansão do setor dos serviços aos restantes setores

c.       Expansão do setor secundário ao setor terciário.

d.       Expansão dos setores primário e secundário ao setor terciário.

5.       O total de encargos acrescidos que é necessário suportar por cada unidade adicional que é produzida designa-se por…

a.       Custo médio

b.       Custo marginal

c.       Custo total

d.       Custo fixo

6.       Aas necessidades que exigem algum dispêndio designam-se…

a.       Económicas

b.       Sociais

c.       Coletivas

d.       Primárias

7.       O consumo intitula-se intermédio quando…

a.       Os bens consumidos já se encontram totalmente transformados.

b.       Incide sobre bens essenciais

c.       Os bens ainda vão ser objeto de transformações.

d.       Incide sobre bens não essenciais.

8.       A forma de concentração que reúne empresas que fabricam o mesmo produto ou que se encontram na mesma etapa do processo de fabrico denomina-se…

a.       Concentração vertical

b.       Concentração conglomeral

c.       Concentração por incorporação

d.       Concentração horizontal

 

 

9.       A Economia é a ciência que estuda as escolhas entre utilizações alternativas dos recursos. Essas escolhas decorrem do facto de….

a.       Os bens serem livres

b.       O Homem ter liberdade de decisão

c.       Os bens serem escassos

d.       O Homem ter necessidades primárias

10.   Uma das consequências do consumismo é…

a.       A preservação dos recursos naturais

b.       O aumento da taxa de atividade

c.       A diminuição do rendimento pessoal

d.       O endividamento das famílias

11.   O trabalho utilizado na obtenção dos bens e serviços comercializáveis é um ….

a.       Rendimento primário

b.       Bem livre

c.       Recurso natural

d.       Factor produtivo

12.   Os comportamentos consumistas podem ter como consequência…

a.       Uma desigual repartição do rendimento

b.       O endividamento das famílias

c.       A alteração da Lei de Engel

d.       Um menor consumo de bens intermédios

13.   A forma de distribuição do rendimento das famílias pelas várias classes de despesas designa-se….

a.       Custo de oportunidade

b.       Estrutura de consumo

c.       Rendimento marginal

d.       Lei de Engel

14.   São atividades económicas…

a.       A Produção, a Distribuição e o Desemprego

b.       As Famílias, as Empresas e o Estado

c.       A Produção a Distribuição e o Consumo

d.       As famílias, as empresas e as Instituições Financeiras

15.   De acordo com a lei de Engel….

a.       As famílias com maiores rendimentos gastam mais dinheiro em bens alimentares

b.       As famílias com menores rendimentos gastam mais dinheiro em bens alimentares

c.       A proporção das despesas em alimentação relativamente ao total das despesas de consumo +e superior nas famílias com menores rendimentos.

d.       A proporção das despesas em alimentação relativamente ao total das despesas de consumo é superior nas famílias com maiores rendimentos.

16.   O critério que permite distinguir bens materiais de serviços é…

a.       O tipo de desgaste sofrido pelos bens materiais

b.       A natureza material ou imaterial dos bens

c.       O grau de satisfação proporcionado pelos bens

d.       A raridade ou a abundância dos bens materiais.

 

 

17.   Uma determinada empresa dedica-se á compra de batata em pequenos produtores para a revender aos supermercados. Então, essa empresa dedica-se ao comércio…

a.       Grossista

b.       Retalhista

c.       Tradicional

d.       Eletrónico

18.   Quando, a longo prazo, se verifica que os custos totais médios diminuem com o aumento da quantidade produzida, fala-se na existência de…

a.       Deseconomias de escala

b.       Economias de escala

c.       Rendimentos à escala

d.       Empresas à escala

19.   É exemplo de um recurso natural renovável…

a.       O petróleo utilizado na produção de gasolina

b.       O trabalho humano utilizado na produção de bens

c.       A força do vento utilizada na produção de eletricidade

d.       A farinha usada na produção do pão

20.   O lucro é…

a.       A diferença entre o preço de venda e o valor dos impostos pagos

b.       Uma forma de rendimento do dinheiro emprestado

c.       O valor da venda dos bens pelas empresas

d.       Uma das formas de remuneração do capital investido.

21.   A despesa que as empresas efetuam em publicidade constitui….

a.       Uma despesa de consumo coletivo

b.       Um investimento de substituição

c.       Uma despesa de consumo privado

d.       Um investimento imaterial

22.   O conjunto de operações, realizadas numa lógica social, com o objetivo de corrigir as desigualdades decorrentes da repartição primária dos rendimentos designa-se…

a.       Justiça social

b.       Redistribuição dos rendimentos

c.       Estado de direito

d.       Estado providência

23.   O tipo de comércio caracterizado pela existência de múltiplos estabelecimentos comerciais, com a mesma designação, mas explorados por empresários diferentes, em que cada um dos estabelecimentos comerciais paga direitos de utilização da marca a uma mesma entidade, proprietária dessa marca, designa-se por…

a.       Factoring;

b.       Franchising;

c.       Leasing

d.       Dumping

24.   Num dado mês, uma empresa pagou 1000€ pelo arrendamento de um armazém e pagou prémios de produtividade aos trabalhadores no valor total de 5000€. Estes pagamentos efetuados pela empresa integram-se na atividade económica designada por…

a.       Produção

b.       Repartição dos rendimentos.

c.       Redistribuição dos rendimentos

d.       Distribuição

25.   Sabendo que, no ano x, o índice de Preços no Consumidor foi 103 e que no ano seguinte passou a ser 105, calculando a taxa de inflação no ano (x +1), ficamos a saber que esta era aproximadamente…

a.       0,019%

b.       9,8%

c.       1,9%

d.       2%

26.   As entidades individuais ou coletivas agregadas em categorias por desempenharem a mesma função na atividade económica designam-se por…

a.       Agentes económicos

b.       Unidades produtivas

c.       Unidades de produção homogénea

d.       Sociedades de consumo

27.   Os mercados de concorrência monopolística caracterizam-se pela existência de muitos consumidores e…

a.       Muitos vendedores de bens diferenciados

b.       Muitos vendedores de bens homogéneos

c.       Um único vendedor de bens diferenciados

d.       Um único vendedor de bens homogéneos

28.   A utilização, por parte de uma família, de açúcar na confeção de uma sobremesa para o seu jantar constitui um exemplo de um…

a.       Consumo intermédio

b.       Consumo final

c.       Consumo coletivo

d.       Consumo público

29.   Os produtores e os distribuidores mercantis de matérias-primas, enquanto agentes económicos, são classificados como

a.       Empresas não financeiras

b.       Instituições sem fim lucrativo ao serviço das famílias

c.       Administrações públicas

d.       Sociedades financeiras prestadoras de serviços às famílias

30.   O Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) é classificado como um

a.       Imposto direto e é um dos instrumentos da política fiscal do Estado.

b.       Imposto indireto e é um dos instrumentos da política fiscal do Estado.

c.       Imposto direto e é uma receita de capital do Estado.

d.       Imposto indireto e é uma receita de capital do Estado.

 

 

31.   Num dado país, em 2014, verificou-se uma subida das taxas de juro ativas praticas pelos bancos. Mantendo-se tudo o resto constante esta situação poderá contribuir para

a.       Um aumento dos depósitos a prazo dos particulares

b.       Um aumento dos juros recebidos pelos particulares

c.       Uma diminuição do recurso ao crédito pelos particulares

d.       Uma diminuição do rendimento disponível dos particulares

32.   Num dado país, em 2014, as sociedades não financeiras utilizaram notas de banco, emitidas pelo banco central desse país, para pagar o imposto sobre o rendimento das empresas. Este tipo de moeda, que apresenta como características o curso forçado, decretado pelo Estado, e a inconvertibilidade em metal precioso, a taxa fixa, é designado por

a.       Moeda escritural

b.       Moeda mercadoria

c.       Papel-moeda

d.       Moeda eletrónica

33.   A utilização de farinha por uma fábrica produtos de biscoutos é considerada um consumo

a.       Coletivo, porque a produção de biscoitos resulta do trabalho efetuado por várias famílias.

b.       Público, porque os biscoitos são empregues na satisfação das necessidades de várias famílias

c.       Final, porque a farinha é uma matéria-prima usada pela empresa para a produção de biscoitos.

d.       Intermédio, porque a farinha é usada pela empresa no processo produtivo dos biscoitos.

34.   Um dos fatores de natureza económica que exercem influência direta sobre consumo em Portugal é…

a.       A produtividade do país

b.       A inflação internacional

c.       O rendimento dos portugueses

d.       A dívida pública

35.   O aumento regular da quantidade de um fator produtivo, mantendo tudo o resto constante, a partir de um dado momento provoca um decrescimento da sua produtividade marginal. Quando isso acontece, dizemos que se verifica…

a.       A Lei dos Rendimentos Decrescentes

b.       Um aumento da procura

c.       A Lei de Engel

d.       A lei dos Fatores Crescentes.

36.   A situação de desemprego caracterizada pela mudança sistemática de emprego por parte do trabalhador, denomina-se…

a.       Desemprego repetitivo

b.       Desemprego de longa duração

c.       Desemprego tecnológico

d.       Desemprego na terceira idade

 

37.   O bem de aceitação generalizada que, na fase inicial da moeda, servia de intermediário nas trocas, podendo este ser qualquer bem que uma comunidade considerasse útil para servir como moeda de troca, era a…

a.       Moeda mercadoria

b.       Moeda representativa

c.       Moeda escritural

d.       Moeda de trocos

38.   A sociedade de consumo caracteriza-se…

a.       Pela forma racional com que os bens de consumo são utilizados.

b.       Pela forma abundante com que os bens duradouros são colocados à disposição de todos os consumidores.

c.       Pela existência de movimentos de pessoas cujo objetivo é promover o consumo sustentável de bens.

d.       Pela existência de leis que consagram os direitos dos produtores de bens de consumo.

39.   A inflação que se caracteriza por apresentar elevadas taxas, atingindo muitas vezes valores superiores a 1000%, denomina-se…

a.       Inflação galopante.

b.       Hiperinflação.

c.       Inflação homóloga.

d.       Deflação.

40.   Os impostos que recaem diretamente sobre o rendimento e o património designam-se por…

a.       Impostos diretos

b.       Impostos indiretos

c.       Taxa social única

d.       Contribuições para a Segurança Social

41.   Os salários, as rendas, os juros e os lucros constituem…

a.       Rendimentos primários

b.       Rendimentos secundários

c.       Receitas correntes

d.       Receitas extraordinárias

42.   A imposição do Estado da obrigatoriedade de aceitação das notas como meio de pagamento definitivo dá-se o nome de…

a.       Papel-moeda

b.       Inconvertibilidade da moeda

c.       Curso forçado

d.       Moeda fiduciária

43.   Dizemos que há uma perda de poder de compra quando…

a.       Se perde o poder negocial junto dos fornecedores.

b.       A quantidade de bens que o rendimento das famílias permite adquirir diminui

c.       O valor da moeda diminui

d.       Diminui a quantidade oferecida de bens

44.   Relativamente ao mercado de monopólio, podemos afirmar que…

a.       Este exerce pouca influência sobre o preço.

b.       Este enfrenta uma forte concorrência

c.       A sua procura é inteiramente dominada por apenas um consumidor.

d.       A entrada neste tipo de mercado é muito difícil devido a obstáculos de natureza económica.

45.   A remuneração que é considerada antes de se descontarem os impostos e as contribuições para a Segurança Social que os indivíduos têm de pagar ao Estado é…

a.       O salário ilíquido

b.       O salário real

c.       O rendimento disponível

d.       O salário líquido.

46.   Quando se hierarquizam as necessidades e se opta pela satisfação de uma, as que são sacrificadas representam uma perda, denominada…

a.       Custo operacional.

b.       Custo de mercado

c.       Custo indireto

d.       Custo de oportunidade

47.   Os bens complementares…

a.       São os bens substituíveis

b.       São aqueles que são usados em conjunto no cumprimento das suas funções.

c.       São os bens que cumprem a mesma função podendo ser substituídos uns pelos outros.

d.       São os bens que podem ser utilizados mais do que uma vez na satisfação de necessidades.

48.   Verifica-se o efeito rendimento quando…

a.       O aumento do preço de um bem leva à transferência do seu consumo para o consumo de outros bens mais baratos.

b.       Os padrões de consumo de determinados grupos sociais influenciam os níveis de consumo do resto da sociedade.

c.       O aumento do preço de um bem faz diminuir a sua quantidade de consumo.

d.       O aumento do preço de um bem provoca a diminuição do consumo dos bens complementares.

49.   O consumerismo pode definir-se como…

a.       O excesso de consumo

b.       O défice de consumo

c.       O conjunto de práticas que visam defender os interesses do consumidor.

d.       O conjunto de atitudes e comportamentos que conduzem a consumos irracionais e imprevistos.

50.   A moeda desempenha a função de reserva de valor quando é utilizada

a.       Na contabilização do valor das existências

b.       Para medir o valor dos produtos financeiros geradores de dividendos no futuro.

c.       Para pagar a aquisição de bens, com recurso a uma transferência bancária.

d.       Na constituição de um depósito a prazo.

Economia Odivelas

Economia Odivelas

Explicações de Economia Odivelas

Explicações ao Ensino Superior em Odivelas

Aulas personalizadas ou em pequenos grupos

Professores experientes e com bons resultados

Pacotes de aulas intensivas, explicações low cost

Economia Odivelas

Economia Odivelas

Explicações Ensino Superior

Promoção Carnaval

Na compra de qualquer cartão de aulas entre 1 de Fevereiro a 7 de Fevereiro de 2016,

promoção de Carnaval, oferta da inscrição no valor de 25,00€.

Estamos abertos todo o ano, inclusive durante o período de férias escolares

Reserve já a sua inscrição: 91 818 70 95

email: info@kids.com.pt

Preparação para os Exames

Economia Odivelas

Economia Odivelas

Preparação para Exames

O Centro de Estudos Kids.com dispõe de uma equipa vasta e multidisciplinar de professores

que permite abranger várias áreas:

Explicações do Ensino Básico ao Superior, Sala de Estudo,

Cursos de Línguas, Cursos de Informática.

Preparação para Exames:

4º ano
6º ano
9º Ano
12º Ano
Acesso ao Ensino Superior
Acesso ao Ensino Superior (Maiores de 23 Anos)
Estamos abertos todo o ano de Segunda a Sábado, inclusive durante o período de férias escolares.

Estamos agora em mais locais para estarmos mais próximos de si:

Odivelas, Loures, Pontinha, Ramada,Colinas do Cruzeiro, Frielas, Santo António dos Cavaleiros,

Santo António dos Cavaleiros,Póvoa Sto Adrião, Caneças e Casal de Cambra…

Também temos aulas ao domicílio, Concelhos de Loures, Odivelas, Amadora e Lisboa.

Preparação Exames Odivelas – Low Cost

Promoção exclusiva para Matemática, Economia e Geografia

Quanto mais cedo melhor:

08:00-11:00 – 20% de desconto
11:00-13:00 – 15% de desconto
14:00-16:00 – 10% de desconto
Não perca esta super promoção e faça já a sua preparação para os exames.

.Estão a chegar os exames “Maiores de 23”! Está preparado?

Aulas individualizadas – aulas personalizadas
Professores experientes – Preparação para Testes e Exames
Resolução de exames de anos anteriores
Apoio Multimédia / Biblioteca Escolar

Explicações Economia em Odivelas

Explicações Economia em Odivelas

Centro de Explicações Kids.com

Nº 1 em Loures e Odivelas

Explicações Economia em Odivelas

Explicações Economia em Odivelas

Explicações Economia em Odivelas

Programa Happy Hour descontos de 15%,

Explicações Low Cost Odivelas

Segunda a Sexta-Feira das 9:30 às 11:30,Sábados no período das 14:00 às 20:00.

Explicações personalizadas ou em pequenos grupos

Professores experientes e competentes

Preparação para testes e exames

Bons resultados em anos anteriores, ano 2015 mais de 80% de taxa de sucesso.

Reserve já a sua inscrição

Últimas vagas

Local: Odivelas, Quinta Nova

Rua Vieira da Silva, lote 11, loja b, Quinta Nova, 2675-209 Odivelas

Contatos: , , email: info@kids.com.pt

visite-nos em:www.explicacoesodivelas.pt

Explicações personalizadas Economia

Explicações personalizadas Economia

Explicações de Economia em Odivelas

post 2

Explicações personalizadas Economia

Prepara-te para os teus exames, agora ao Sábado temos descontos até 15%

Explicações personalizadas Economia

Professores experientes e muito competentes

Explicações com desconto especial aos Sábados entre as 14:00 e as 20:00

Professor com larga experiência, mais de 10 anos de atividade com bastante sucesso na preparação de testes e exames.

Promoção Happy Hour exclusiva para unidade de Odivelas (Quinta Nova)

Explicações individuais desde 11,90€ + IVA

(exemplo,Packs para Economia 11º ano)

Pack intensivo 8h por apenas 95,20€ + IVA (2 horas semana)

Pack intensivo 6h por apenas 71,40€ + IVA (1h30m semana)

Até dia 15 de Janeiro de 2015, oferta de inscrição no valor de 25,00€

Para mais informações contacte: , , email: info@kids.com.pt

visite-nos em: http://www.explicacoesodivelas.pt/

Explicações personalizadas Economiapost 2.1

 

Preparação Exame Economia 2016

Preparação Exame Economia 2016

Explicações de Economia em Odivelas

Prepara-te para os teus exames, agora ao Sábado temos descontos até 15%

Explicações de Economia Low Cost em Odivelas

Professores experientes e muito competentes

Explicações com desconto especial aos Sábados entre as 14:00 e as 20:00

Professor com larga experiência, mais de 10 ano de atividade com bastante sucesso na preparação de testes e exames.

Promoção Happy Hour exclusiva para unidade de Odivelas (Quinta Nova)

Explicações individuais desde 11,90€ + IVA

(exemplo,Packs para Economia 11º ano)

Pack intensivo 8h por apenas 95,20€ + IVA (2 horas semana)

Pack intensivo 6h por apenas 71,40€ + IVA (1h30m semana)

Até dia 15 de Janeiro de 2015, oferta de inscrição no valor de 25,00€

Para mais informações contate: 91 818 70 95, 21 931 23 97, email: info@kids.com.pt

visite-nos em: http://www.explicacoesodivelas.pt/

Preparação Exame Economia 2016

Preparação Exame Economia 2016

fatores de produção noção e classificação

Ao conjunto de todos os elementos necessários para produzir bens e serviços dá-se o nome de fatores produtivos.

Produção = recursos + trabalho + capital

  • Os fatores de produção compreendem todos os recursos económicos que entram no fabrico de um bem

Fatores produtivos

  • são o conjunto de elementos que precisam de ser postos em atuação combinada para que dessa combinação resulta a produção

Os fatores produtivos numa economia moderna

  • Recursos de capital;
  • Capacidade tecnológica
  • Capacidade empresarial;
  • Trabalho

 

organização cientifica do trabalho

A organização cientifica do trabalho trouxe inúmeros aspetos positivos à atividade económica produtiva, nomeadamente:

  1. Eliminação dos movimentos inúteis através da sistematização das operações de fabrico;
  2. adatação dos trabalhadores às tarefas que lhe são cometidas;
  3. acréscimo de produção com menor dispêndio de recursos;
  4. Diminuição dos custos de produção permitindo aumentar a remuneração do trabalho e diminuir o preço de venda dos bens com os naturais efeitos positivos na procura;
  5. Aumento do consumo e, consequentemente da produção com naturais ganhos provenientes da produção em série.

Produção e o processo produtivo

Consideramos produção a atividade através da qual um agente económico cria riqueza sob a forma de bens e serviços.

Em sentido económico, produção implica utilidade dos bens produzidos. Em sentido económico, a produção implica utilidade dos bens produzidos.

A produção é uma atividade fundamental para a satisfação das necessidades da população, constituindo o fulcro da atividade económica.

A produção na economia divide-se em 3 setores:

Setor primário: inclui as atividades relacionadas com a extração de produtos da natureza, ou seja, a agricultura, a pecuária, a silvicultura, a pesca e a extração mineira.

Setor secundário: abrange a atividade transformadora de bens naturais, geralmente esta associada à indústria.

Setor terciário: corresponde aos serviços: comércio, atividade bancária, seguradoras, transportes, educação, turismo, etc.

Setorização da atividade económica:

Permite analisar a economia e definir medidas e estratégias de desenvolvimento com vista ao seu dinamismo. Através da setorização podemos:

  • Ter uma perspetiva de cada setor e ramo de atividade económica, nomeadamente o seu contributo para o produto ou o peso de cada setor/ramo para o emprego;
  • Realizar comparações internacionais;

terciarização da economia, é uma situação cada vez mais comum nos países desenvolvidos, Portugal não foge à regra. A terciarização está relacionada com o desenvolvimento tecnológico que possibilitou libertar mão de obra da agricultura e da industria e simultaneamente, aumentar a produção.